Gravidez Psicológica Canina (Pseudociese)

“Parece que a minha cachorra quer fazer um ninho, ela fica cavando e está muito inquieta e irritada. Ela fica choramingando pela casa carregando um brinquedo na boca como se quisesse escondê-lo ou protegê-lo. O que pode ser?” 
É possível que ela esteja apresentando um quadro de pseudociese, popularmente conhecido como gravidez psicológica. 
                                   
A pseudociese é um fenômeno clínico no qual a fêmea que não se encontra prenhe apresenta comportamento maternal e até mesmo lactação. Não é preciso haver filhotes no útero para que a pseudogestação ocorra, por isso é chamada de “gravidez psicológica”. Ela é causada por alterações hormonais relacionadas, principalmente, a queda de progesterona  e aumento na produção de prolactina.
O hormônio progesterona está presente durante o cio da cadela e normalmente perdura por mais dois meses. Quando a cadela está para dar a luz, o nível de progesterona cai, o que estimula a produção do hormônio prolactina. A prolactina age no tecido mamário e ativa a produção de leite, e também estimula o comportamento maternal presente. Os sinais são perceptíveis geralmente de 6 a 12 semanas após o cio (estro). Ocorre comumente em cadelas não castradas e é considerado um fenômeno normal. 
http://www.marvistavet.com/assets/images/Rosies_Nest.gif
Sinais típicos de pseudociese na cadela: 
  • Mudança repentina de comportamento;
  • Organização de ninhos;
  • Inquietação e irritabilidade;
  • Adoção de objetos inanimados ou outros animais;
  • Aumento das glândulas mamárias
  • Distensão abdominal; 
  • Vômito;
  • Depressão;
  • Redução do apetite;
  • Produção de leite (lactação), ou presença de uma secreção líquida de cor acastanhada nas glândulas mamárias.
    Apesar de ser considerada normal, em alguns casos, apresenta uma duração bastante prolongada. Quando a pseudociese persiste por um período maior gera desconforto para o animal e seu proprietário. Pode também levar a um quadro de mamite, inflamação nas glândulas mamárias. Por isso, é importante ficar atento aos sinais clínicos apresentados pelo animal como aumento de temperatura local, surgimento de pequenas estruturas palpáveis (pequenos caroços nas mamas), dor ao toque e pele avermelhada na região. Se observado um desses sinais não deixe de consultar um médico-veterinário. 
    É importante lembrar que o manuseio das glândulas mamárias pode estimular a produção de leite. Logo, deve-se evitar manusear as mamas da cadela, e também outros estímulos que promovem a lactação. O auto-aleitamento (lambedura das glândulas mamárias) é um estímulo comum realizado pelas cadelas. Caso a fêmea esteja lambendo a si mesma o uso do colar elizabetano deverá ser considerado.

    http://habka.files.wordpress.com/2011/08/colar.jpg
    O veterinário é a pessoa mais indicada para auxiliar no diagnóstico e tratamento da pseudociese canina!
    Diagnóstico

    Através da obtenção de um histórico detalhado da saúde do animal, com a identificação do início e natureza dos sintomas, e um exame físico completo o veterinário irá definir o diagnóstico. As técnicas de diagnóstico por imagem, através de raios-X e/ou ultra-som podem, concomitantemente, ser indicadas com o objetivo de descartar uma gestação normal ou quadros de infecções uterinas.  
    Tratamento

    Normalmente o tratamento não é necessário. Os sinais clínicos são autolimitantes e na maioria dos cães cessam após 2 ou 3 semanas. Em algumas situações é necessário o uso de medicamentos que atuam como inibidores da prolactina. Além disso, a tranquilização leve poderá ser considerada para animais que apresentam comportamento agressivo, porém o uso de alguns tranquilizantes induz a secreção de prolactina o que agravaria o caso. Em alguns pacientes, a redução da ingestão diária de alimentos contribui para diminuir a produção de leite. Consulte sempre um veterinário antes de iniciar um tratamento!  
    É importante salientar que todos os tratamentos medicamentosos para pseudociese são deletérios para a gestação. Sendo assim, é fundamental certificar-se de que o animal não está gestante.
    É indicado castrar a cadela durante um quadro de pseudociese? 

    Pode parecer uma boa ideia castrar a fêmea para resolver o problema, pois o procedimento irá remover os ovários e os corpos lúteos presentes. Mas infelizmente isso não irá diminuir a produção da prolactina (produzida na glândula pituitária – hipófise), e a ovário-histerectomia, castração, pode ainda prolongar a falsa gestação. Em fêmeas sadias esse procedimento pode levar ao desenvolvimento de pseudociese, dependendo da fase do ciclo estral da cadela em que foi realizado. É comum as cadelas desenvolverem gravidez psicológica logo após a castração, quando essa é realizada até três meses depois do início do cio (fase de diestro). A castração durante a pseudociese é, portanto, contra-indicada.
    Para os proprietários que não planejam reproduzir seus cães a ovário-histerectomia  é recomendada para prevenir futuros episódios de pseudociese. A recidiva é muito frequente. O mais indicado é esperar a resolução do quadro clínico e, em seguida, quando a fêmea se encontra em anestro, castrá-la. 
    Caso os sinais de pseudociese se tornem recorrentes em um animal castrado, esse deverá passar por uma avaliação veterinária criteriosa.
    Cuide bem do seu melhor amigo!!! 

    One Comment on “Gravidez Psicológica Canina (Pseudociese)

    1. Olá minha dog sempre teve gravidez psicológica o cio dela foi no dia 29/10/14 e acabou 09/11/14 fez a ovariohisterectomia no dia 29/11/14 será que ela vai continuar com pseudociese?
      Já tá com dois ursos que ela pega e leva pra cama dela.
      Será que vai continuar essa pseudociese? Fiz mais a castração pra acabar com esse problema.
      Devo tirar os ursos dela?
      Obrigada.

      Curtir

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    %d blogueiros gostam disto: